A moda saindo do pedestal: Cadeia de produção


Semana passada assisti uma reportagem no programa Hoje em dia, e fiquei totalmente fascinada,adoro quando  moda de certa forma, sai do pedestal, e vai paras as ruas, para as pessoas populares, e porque não para uma penitenciária? Foi assim que a estilista Raquell Guimarães encontrou as tricoteiras perfeitas para a sua marca Doiselles.


E foi em uma penitenciária de segurança máxima, na cidade de Juiz de fora, que a estilista implantou o projeto flor de lótus, onde já treinou cerca de 40 detentos perigosos, que foram presos por assassinatos e outros crimes, e hoje estão tricotando.
O projeto funciona da seguinte maneira, por cada 3 dias de trabalho, o detento tem a redução de um dia na sua pena.

O que me chamou muita atenção na reportagem, foi ver que a estilista fica totalmente a vontade, em meio aos detentos, que como eu já disse, são pessoas que foram presas por crimes seríssimos, e mesmo assim, receberam um voto de confiança.



A marca é conhecida mundialmente, tanto pela qualidade das peças produzidas, quanto pela mão de obra utilizada, e quando questionada sobre a real qualidade das peças, que são feitas por homens,a estilista afirma, que não deixam nada a desejar, e são peças concorridíssimas.
 Esse projeto gerou tanta curiosidade, que foi produzido um documentário sobre o tema:


Cadeia de Produção from inhamis on Vimeo.

Ainda na reportagem, Raquell apresentou um ex detento, que tinha acabado de sair da cadeia, e que agora fazia parte do controle de qualidade de uma das suas lojas. A prova de que a moda, ajudou na ressocialização daquela pessoa, e isso é fantástico.

<3

Share this:

CONVERSATION

0 comments:

Post a Comment

Obrigada por comentar, sua opinião é muito importante para mim.