Renovação


Passei esse final de semana refletindo sobre a minha vida acadêmica, sobre as escolhas que eu fiz em relação a isso… em algumas e acertei, em outras, errei feio, e o pior, não aprendi com esses erros, quem sabe escrevendo isso aqui, o interruptor do ” acorda carla” se ligue e eu acorde pra vida.
Entrei na Ufra cheia de sonhos, e amando meu curso, consegui um estágio legal, não remunerado, mais legal, eu trabalhava com plantas medicinais, podia faltar nas semanas de prova e tals, até que apareceu a oportunidade de uma coisa maior, e com remuneração, o que fez os meus olhos brilharem, me joguei de cabeça nesse projeto e participei das seletivas, acabei passando para o período de ambientação, e foi maravilhoso, eu comecei a ganhar minha bolsa, comecei a conhecer lugares novos, pois viajávamos muito, mas em contrapartida, comecei a levar bomba na graduação, esse projeto exigia muito, exigia tempo praticamente integral, as viagens começaram a prejudicar meu relacionamento, e comecei a conhecer as pessoas de um jeito que eu não achava legal.
Passei então a me fechar, continuei no projeto mais não com a mesma alegria de antes, fazia as coisas por obrigação, e tudo o que as pessoas faziam ao meu redor, parecia idiota, sem noção…e as vezes até provocação…comecei a ficar distante, me separei de amigos que estavam lá, junto comigo…até que depois de uma briguinha boba, eu resolvi sair, apesar de precisar do dinheiro, e da experiência que tudo aquilo iria agregar na minha formação eu desisti. sou do tipo de pessoa que não consegue fingir sentimentos,se eu não estou bem, vou transparecer isso, e você vai perceber. 
Eu não me arrependo de ter saído do projeto, eu não queria mais estar ali,não queria mais ouvir certas coisas, não queria mais participar de nada. Foi ai que eu comecei a ficar meio deprê, com a faculdade, com meu curso, com alguns “amigos” que acabaram por se afastar na primeira oportunidade que tiveram, e isso culminou em um dos meus maiores erros…eu perdi a vontade de ir pra aula! e não, não tô falando de preguiça, eu acordava cedo, me arrumava, me olhava no espelho…uma lágrima corria e eu deitava na cama, inventava alguma cólica, alguma dor, alguma ” qualquer coisa” e ficava em casa…no fim do dia me sentia inútil, por não ter feito nada de produtivo, e assim eu passei 1 semestre, indo quando sentia vontade…o que resultou na minha reprovação por falta em algumas matérias.
Se você leu até aqui é porque tá interessado né? então vamos continuar…
Bom, ninguém, até agora sabia desse meu período de depressão, enfim, um novo semestre começava, e era a minha chance de renovar tudo…mais não é tão fácil assim. Até que eu fiquei doente, e passei quase uma semana sem ir pra aula, e quando eu voltei… vários amigos da sala, pessoas que eu só falava de “oi” vieram me cumprimentar  perguntar como eu estava e ” graças a Deus que vc tá bem”  e isso foi tão importante pra mim sabe…uma coisa boba dessas me fez perceber que não estava tão sozinha assim…passei a conversar com pessoas que não tinha muito contato, e tive boas surpresas ^^
quanto as matérias, a gente dá um jeito… só não vou me deixar abater por nada nem por ninguém, afinal eu combati a unica pessoa que podia me derrotar. Eu mesma.
E o titulo desse texto que começou como “preocupações” virou renovação.

Share this:

CONVERSATION

1 comments:

  1. Bem, essa questao amigos é sempre dificil nao se abalar. Ja tive muitas situaçoes chatas... Mas a gente cresce e aprende com a vida, acho que é bom sempre tentar ser uma pessoa boa e notar quem realmente se importa com voce...

    Tive fases dificeis na vida com problema seríssimo de saúde xD e depois ainda fiquei com hipotireoidismo sem saber, até q descobri q era o culpado por mtas coisas chatas... problemas grandes em relaçao a motivaçao e auto estima, o que prejudicou bastante na faculdade tbm. Nao tinha forças nem vontade pra naaada. Mas tudo tem qu ser superado, tratado e o q importa eh seguir em frente ne?!

    bjo
    o//

    ReplyDelete

Obrigada por comentar, sua opinião é muito importante para mim.