Sobre o direito de amar meu corpo!


A história é sempre a mesma, você que é gorda tem que emagrecer, não é possível que você se ame assim, aliás por muitos anos, e até hoje as vezes, eu escuto a seguinte frase dita pela minha mãe " filha, se ame mais!" frase que eu entendia como um insulto, como se minha própria mãe " não gostasse" de mim pelo simples fato de eu ser gorda. Vocês imaginem o peso ( sem trocadilhos por favor) de pensar não ser aceita pela própria mãe, e imaginem também a enxurrada de sentimentos ruins que veio junto com isso, só depois de muito pensar, e ter várias conversas comigo mesma, eu finalmente entendi a minha mãe, e o que ela queria dizer com " se ame mais".
Eu tenho um sério problema com calças jeans ( calma leitor, eu não tô louca, continua lendo vai...) minhas pernas são grossas e eu ando muito durante meu dia, uma péssima combinação para as minhas calças, que resulta em tecido puído entre as pernas, que não demora muito a rasgar. Então fiz uma promessa, que não compraria outra calça jeans enquanto não emagrecesse ao ponto de usar um número menor, resultado? As calças foram rasgando uma após a outra, e eu, relutando em comprar calças novas. Até o dia que eu me toquei que a minha felicidade estava baseada em uma frase "quando eu for magra eu vou..." e ela se completava de diversas formas, quando eu for magra eu vou usar biquíni, quando eu for magra vou poder fazer dança do ventre, quando eu for magra vou poder usar uma botinha cano curto, ok Carla... E se você nunca for magra? vai se privar de viver sua vida, vestir o que quer, e ser como realmente é? Demorei uma semana pra me responde essa pergunta, e resolvi que não, não vou esperar ser magra pra ser feliz, e ai sim comecei a me amar de verdade, e muito, e sabe o mais engraçado disso tudo? Eu emagreci um pouco sem "esforço" eu simplesmente me amei ao ponto de ter cuidado com tudo que comia, me amei ao ponto de ver que eu preciso me movimentar, que me sinto bem depois de fazer exercícios, que eu posso comer um chocolate sexta feira sem culpa, e sem passar o fim de semana deprimida por isso, e que eu mereço uma calça jeans nova, mesmo ela não sendo de tamanho menor.
O que eu quero dizer com esse post, é que ter uma meta, uma linha de chegada é importante, mas que admirar a paisagem do caminho é essencial, então te dou aqui, o conselho que a minha mãe sabiamente me deu, se ame mais, ame seu corpo do jeito que ele for, e o mais importante, não dependa da sua forma física pra ser feliz, aproveite a sua vida HOJE.


<3

Share this:

CONVERSATION

0 comments:

Post a Comment

Obrigada por comentar, sua opinião é muito importante para mim.